Banco Central autoriza Pagamentos via WhatsApp!

O WhatsApp Pay é um serviço de pagamentos via WhatsApp, que foi anunciado em junho de 2020. É uma nova modalidade de recurso para pagamentos no aplicativo, disponível para celulares Android e iPhone (iOS). O recurso permite, através do WhatsApp Pay (ou WhatsApp payments), que usuários de contas pessoais ou comerciais do “WhatsApp Business possam enviar e receber dinheiro pelo WhatsApp, com o “Facebook Pay”.

A novidade não requer a instalação de aplicativos extras em celulares Android e iPhone (iOS), e permite a transferência de dinheiro de forma simples por meio da plataforma do Facebook Pay.
O recurso esteve em testes na Índia no início de 2020, e tinha como objetivo, a facilitação das transferências bancárias entre usuários do aplicativo. No Brasil, o WhatsApp Pagamentos acaba de ser autorizado oficialmente pelo Banco Central.

Segundo o Banco Central, a “Facebook Pagamentos do Brasil” foi aprovada como “iniciadora de pagamentos” no sistema financeiro nacional. Paralelamente, as Operadoras de Crédito, Visa e Mastercard ganharam licenças para prestarem o serviço de “arranjos de pagamentos”.
O WhatsApp irá, desta forma, operar em parceria com essas duas empresas para fazer a transferência de fundos entre usuários.

Processo

O sistema define que o WhatsApp não controle depósitos de dinheiro dos usuários em uma conta. Será preciso efetuar um cadastro, de um cartão de débito ou crédito no WhatsApp e, por meio dele, realizar os pagamentos para pessoas e empresas.
O Banco Central acredita que as autorizações concedidas poderão abrir novas perspectivas de redução de custos para os usuários de serviços de pagamentos. O Banco Central comenta que, esse modelo, o WhatsApp poderá definir qual será a tarifa para a utilização do serviço, bem como quem fará o pagamento, quem envia valores, ou quem os recebe. A instituição ainda avaliou a novidade como positiva para o mercado financeiro nacional.

Considerações Gerais

Como as informações sobre pagamentos precisam ser repassadas às instituições financeiras, as transações podem não estar protegidas totalmente com criptografia, mas, nessa questão, o WhatsApp garante que todos os dados fornecidos são armazenados em uma rede altamente segura, e todas as informações concedidas ao WhatsApp possuem criptografia entre os servidores do aplicativo e o celular do usuário.

Por outro lado, o Facebook adverte que, informações como: código de confirmação do WhatsApp, PIN do Facebook Pay e códigos de verificação jamais sejam compartilhados com terceiros. Visando total segurança, deve-se ativar a autenticação em dois fatores e, abrir o aplicativo, com o reconhecimento facial e biométrico.

O WhatsApp se manifestou oficialmente sobre a decisão do Banco Central, afirmando uma grande satisfação com a decisão da instituição e, anunciaram estar realizando os preparativos finais, para executar a disponibilidade do serviço no Brasil.
Ainda não há detalhes específicos sobreo funcionamento do recurso no WhatsApp, mas, conforme a licença aprovada, o aplicativo vai apenas iniciar o processo de pagamento, enquanto que o Banco mantenedor da conta do usuário, é quem realmente fará a transferência de dinheiro para o destinatário.

Vale salientar, no entanto, que a partir das autorizações concedidas, a decisão para o início das operações está sob a responsabilidade das empresas envolvidas, conforme anúncio do Banco Central. Também é importante lembrar, que o serviço ainda não está disponível. Conforme nota de comunicação da WhatsApp, a mesma afirma que, será amplamente divulgado tão logo a função de pagamentos estiver disponível.