Uso de armar nucleares pela Rússia pode representar fim da civilização: “Um ataque nuclear será respondido por outro ataque nuclear”

O presidente da Rússia, Vladimir Putin (foto em destaque), subiu o tom das ameaças na guerra com a Ucrânia ao ordenar, nesse domingo (27/2), que seus militares coloquem as forças nucleares do país em regime especial de alerta.

Os olhos de todo mundo estão voltados para a guerra entre Rússia e Ucrânia, o presidente Vladimir Putin chegou a subir o tom das ameaças na guerra do último domingo 27 ordenando que as forças militares estivessem colocando as forças nucleares em alerta.

E essa grande preocupação dos países em todo o mundo, é uma grande identificação de uma guerra que poderá trazer grande desastre.

Todo mundo entende que as armas nucleares podem ser fatais, mas o que realmente significa quando o presidente diz para preparar armas nucleares?

Segundo a ONU, em tempos de paz, nenhum governo tem autonomia para lançar ataques nucleares, o presidente está se colocando em alerta, mas tudo isso é algo que o preocupa muito e essa decisão do presidente também é uma mensagem para a OTAN, que apoiou as forças ucranianas.

Com o uso de forças nucleares pode representar o fim da civilização, isso porque um ataque nuclear certamente será respondido por outro ataque nuclear.

O que todos esperam é que Putin como estrategista esteja apenas carregando uma grande estratégia de guerra.

Mas se acontecer uma guerra nuclear será catastrófico e poderá ser o fim da civilização, os Estados Unidos está monitorando a situação, a Casa Branca informou que essa decisão de Putin não obedece ao padrão de ameaça que existe, não há nenhuma necessidade de arma nuclear, isso é inconcebível.

Via: metropoles.com