Homem consome o equivalente a 200 doses de café e morre de overdose de cafeína

Quantas vezes você já escutou a seguinte frase: Tudo em excesso faz mal. A distância entre o benefício e o malefício de algo é apenas a dose. E de fato, isso vale para tudo que consumimos na nossa vida.

O caso que vamos contar aconteceu na Inglaterra com um personal trainer, Tom Mansfield que morreu após consumir uma quantidade exagerada de café que, até onde se sabe, foi mal calculada.

De acordo com informações, Tom consumiu o equivalente a 200 xícaras de café em pó, o que seria realmente uma quantidade muito maior que o recomendado.

O jovem tinha apenas 29 anos e passou mal logo depois de consumir a mistura, o que aconteceu em 5 de janeiro de 2021.

Segundo a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) o consumo seguro seria de até 400 mg de cafeína por dia, considerando pessoas saudáveis, o que equivaleria a cinco xícaras de café.

A causa da morte revelada pelo legista responsável, John Gittins, foi a toxicidade da cafeína. O uso de cafeína é muito comum por pessoas que gostam de se exercitar, pois seu consumo, em doses adequadas, pode melhorar o desempenho esportivo.

De acordo com os fatos, após tomar o produto, Tom reclamou que seu coração batia muito rápido. Depois de alguns minutos ele começou a espumar na boca e então sua esposa pediu ajuda.

Depois que os paramédicos tentaram reanimá-lo por 45 minutos, ele acabou morrendo no Hospital Glen Claydd, em Bodlwedan Denbyshire.

De acordo com o inquérito, o problema era que o pó tinha que pesar duas casas decimais em miligramas e a faixa de pesagem da escala tom era de 2 a 5.000 gramas.

Este foi um erro de cálculo que levou a uma overdose e morte. Especialistas alertam para os perigos de tomar suplementos em pó, pois mais atenção deve ser dada para evitar o tipo de erro que pode ter consequências graves.

Você sabia que poderia ter uma overdose por causa da cafeína? Costuma beber muito café durante o dia?