Mãe de bebê de 1 ano e 11 meses que morreu soterrada em Petrópolis demorou 9 anos para conseguir engravidar: “É um pesadelo”

A mãe da menina Helena de 1 ano e 11 meses que morreu soterrada no deslizamento de terra em Petrópolis região Serrana do Rio de Janeiro falou emocionada sobre a perda da filha.

Segundo ela foram 9 anos para conseguir engravidar e até o momento não consegue acreditar e chega a pensar que tudo isso é apenas um pesadelo.

Quis fazer as coisas de forma certa para ter mais condições para criar a filha e acabou aproveitando a menina por apenas um ano, disse a mãe.

Giselle Carvalho foi amparada pela família, que tem dado todo apoio num momento difícil a mãe ainda contou que não estava em casa e ao saber do deslizamento correu para casa para ver se estava tudo bem.

Giselle foi a pé do Cascatinha onde é seu emprego até o Morro da Oficina onde morava com a família, no caminho ficou sabendo do deslizamento por um vizinho.

A casa que morava junto com o marido e a filha foi uma das que vieram abaixo no deslizamento, no local além da menina Helena estava a mãe de Giselle, Tânia Leite Carvalho de 55 anos que no momento da tragédia tomava conta da neta e da sobrinha Maria Eduarda Carminatti Carvalho de 17 anos que também morreu.

Os corpos das três vítimas foram encontrados em um sofá da casa. A mãe já preparava tudo para festinha de 2 anos de Helena e na terça-feira da tragédia comemorar o seu segundo dia na escolinha.

Via: g1.globo.com