Jovem ucraniana é morta ao levar ração para cães em abrigo em Kiev

Desde que a Rússia decidiu atacar a Ucrânia, a situação no país ficou muito complicada. Muitos ucranianos deixaram o país em busca de esperança de dias melhores nos países vizinhos.

Um caso triste ocorreu para um ucraniano que teve a oportunidade de deixar a capital, Kiev, mas voluntariamente decidiu não sair. Ela estava tendo sérios problemas ao tentar chegar a um abrigo onde havia cães que não comiam há pelo menos três dias para trazer comida.

 

A intenção de Anastasia Yalanskaya, de 26 anos, era ajudar animais e crianças no país, e assim, mesmo com o avanço da invasão russa, ela voluntariamente decidiu ficar para trabalhar na causa.

Segundo informações, a jovem estava dentro de um carro a cerca de 10 km do local onde os animais foram encontrados quando os soldados russos atiraram neles à queima-roupa.

 

Segundo El amigo de Anastasiia Andriy teve a oportunidade de escapar da guerra, mas decidiu ficar na Ucrânia por causa disso. Ele disse que foi oferecido para se mudar para a Bulgária, mas a decisão de ficar em Kiev para ajudar pessoas e animais foi sua.

Ao questionar Andriy se as tropas russas sabiam que o carro que Anastasiia estava era de civis ele contou que era uma BMW e não parecia um carro militar.

A área em que tudo ocorreu estava totalmente tomada por russos. Anastasiia não estava sozinha, dois colegas também se encontravam dentro do carro.

Até o momento não é possível que os corpos das pessoas mortas sejam transportados. O pai de um dos colegas de Anastasiia está conservando esses corpos na própria casa até que o transporte seja possível.