Jornalistas da Globo são agredidos com corrente durante reportagem; um deles terá que passar por cirurgiã

O repórter estava trabalhando quando foi atacado por um homem que usava correntes para carregar um cachorro. O caso ocorreu em São Paulo.

Na última quinta-feira, 3 de março, foi divulgado pelo canal de comunicação Globo, mais especificamente no SP1 News, que dois repórteres da emissora haviam sido agredidos enquanto preparavam uma reportagem. A notícia foi apresentada por Alan Severiano. Os jornalistas estavam trabalhando em uma reportagem sobre a “Feirinha da Madrugada” ambientada em São Paulo quando tudo aconteceu.

Por conta da extrema agressividade, um profissional, chamado Ronaldo de Sousa, precisará realizar uma operação na região das mãos.

Os jornalistas Renato Biasi e Ronaldo de Sousa foram agredidos na tarde de ontem enquanto faziam uma reportagem. Sobre o estado do mercado ao amanhecer, em Latão. Esse homem, que carregava um cachorro acorrentado, aproximou-se e começou a xingar, conforme explicou o repórter, sobre o ocorrido.

Com a mesma corrente que o homem puxou o animal, ele usou o objeto para agredir os jornalistas. Uma das greves terminou com o jornalista batendo na mão, que agora precisará passar por uma cirurgia. Apesar da agressividade, funciona bem.

Ainda não se sabe o motivo exato do homem para cometer os ataques, entende-se apenas que ele o fez com o objetivo de impedir que jornalistas trabalhassem no local.

A Globo fez questão de deixar um memorando oficial renunciando a qualquer ação agressiva contra jornalistas que estão apenas tentando fazer seu trabalho, que é informar a população.