Gusttavo Lima aceita teste de DNA e abre o jogo sobre suposta paternidade

Recentemente, a farmacêutica Eloá Soares acusou o cantor Gusttavo Lima de não paternalizar o jovem de 16 anos que deveria ser fruto de um relacionamento entre eles em 2004. Para o compatriota é impossível que ele seja o pai da jovem.

Mesmo achando que sim, o sertanejo está disposto a fazer o teste de DNA, que foi um pedido do farmacêutico pela justiça. Em conversa com o colunista Leo Dias, o cantor relatou que todas as declarações de Eloás se contradizem, ele também aproveitou para deixar claro que não entendia como uma criança faria se dissesse na hora, ele estava um adolescente de 15 anos.

Gusttavo Lima explicou que ser pai da jovem é impossível e até é possível ter um filho aos 15 anos, mas a história contada pelo farmacêutico é contraditória. Relata que no ano em questão ainda morava com os pais, era uma pessoa muito simples e quase não saía de casa. Como disse o cantor, ele foi pela primeira vez para Franca, no interior de São Paulo, em 2009 ou 2010.

Gusttavo Lima explicou que ser pai da jovem é impossível e até é possível ter um filho aos 15 anos, mas a história contada pelo farmacêutico é contraditória. Relata que no ano em questão ainda morava com os pais, era uma pessoa muito simples e quase nunca saía de casa. Como disse o cantor, foi em 2009 ou 2010 que ele veio pela primeira vez para Franca, no interior de São Paulo.